Se faz sentir, faz sentido!


Você sabia que emoções tem significado diferente de sentimentos? As emoções ocorrem no nível subcortical do cérebro promovendo ações bioquímicas no corpo e gerando assim alterações em seu estado físico. Paul Ekmann, psicólogo especialista no estudo das emoções e expressão facial, reconheceu à tristeza, alegria, desprezo e nojo e concluiu que estas emoções são reações diretas e rápidas a estímulos do ambiente e das circunstâncias.


Os sentimentos, por sua vez, acontecem em regiões cerebrais neocorticais. Estes correspondem respostas as reações e estão associadas as emoções. Segundo a neurocientista Sarah Mckay: “Emoções ocorrem no palco teatral do corpo. Sentimentos ocorrem no palco da mente”. Reconhecer as emoções e aceitá-las é uma forma de autoconhecimento. A partir do momento que se reconhece uma emoção é mais fácil gerenciá-la e ter inteligência emocional para administrar as situações e circunstâncias da vida.


As emoções são muito importantes e sentimos para muitas vezes, garantir nossa sobrevivência. Como exemplo: se estamos em uma savana e vemos um rinoceronte vindo em nossa direção, é mais inteligente correr e subir em uma árvore, do que ter a racionalidade de calcular a velocidade de corrida do rinoceronte e pensar se corre, grita ou sobe em uma árvore. A eficácia da emoção é ela ser automática, é ela estar fora do nosso controle, é mais inteligente correr do que pensar e correr o risco de ser pisoteado.


As emoções estão relacionadas a estímulos externos como por exemplo: ver uma pessoa querida, vivenciar uma situação de risco a sobrevivência, ver um alimento apetitoso ou que cause nojo, se deparar com um assaltante. Esses estímulos podem também derivar de conteúdos mentais, ideias que são capazes de provocar emoções. As emoções são predominantemente inconscientes, já os sentimentos são as percepções conscientes e parcial de emoções. A nível cerebral as áreas responsáveis por mediar às emoções e sentimentos não são as mesmas. Nem sempre uma emoção se torna consciente e nem sempre uma emoção pode ser tornar um sentimento. Já os sentimentos sempre são gerados por alguma emoção. Emoções servem para gerar comportamentos. Sejam eles positivos ou negativos. De aproximação ou de afastamento.


A emoção é mais fisiológica e o sentimento é mais complexo por ser consciente, porque gera muitos pensamentos e conflitos. Geralmente, falamos muito pouco sobre os sentimentos, sejam eles nas relações amorosas, na vida profissional ou na vida cotidiana. Sendo assim, passamos a adotar uma postura que não condiz com o que sentimos, muitas vezes, arrasados por dentro nas angústias e incertezas, mas por fora com aparência de valentia e satisfação.


A falta de inteligência emocional para lidar com as emoções pode ser a causa primordial de conflitos, pois sem um reconhecimento e validação dos sentimentos, podemos agir e falar em desacordo com aquilo que sentimos. Nossas ações e palavras tem um grande impacto nas relações interpessoais, podendo gerar resultados benéficos ou prejudicais a nossa vida.


Toda emoção significa algo a nosso respeito e tem uma função importante que pede uma ação. O importante é, sem sombra de dúvidas, aceitar os sentimentos e domar as emoções para ter uma vida equilibrada e mais feliz. Faz sentido pra você? Se faz sentir, faz sentido!

Referências:

http://www.sbie.com.br/blog/qual-diferenca-entre-emocao-e-sentimento-na-psicologia/

https://amenteemaravilhosa.com.br/10-melhores-frases-de-paul-ekman/

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2011 por Rede Psicoterapias. Todos os direitos reservados.