Please reload

Posts Recentes

Se faz sentir, faz sentido!

August 3, 2018

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

AUTOESTIMA Infantil Por que ela é tão importante?

October 16, 2017

A autoestima é de suma importância na vida do indivíduo e precisa ser desenvolvida desde o nascimento. Por isso é muito relevante que os pais saibam de que maneira podem desenvolvê-la na vida da criança.

 

A autoestima tem a ver com a maneira como cada pessoa se vê no mundo. Ou seja, é o juízo que cada pessoa tem do seu próprio valor. Uma criança que possui autoestima terá melhor condições de enfrentar as dificuldades da vida porque tem consciência do seu valor e do seu lugar no mundo e terá melhores condições de lidar com as críticas e com as frustrações da vida.

 

Como posso desenvolver a autoestima no meu filho?

 

Primeiramente, para criar filhos com autoestima, é preciso que os pais pensem sobre as suas próprias. De que maneira (os pais) se veem no mundo? Sentem-se valorizados pelo que são? Como costumam lidar com suas angústias e frustrações do dia a dia? Têm confiança e independência para tomar decisões?


Quanto mais os pais e cuidadores estiverem bem emocionalmente, compreendendo e sabendo lidar com as próprias emoções, melhores condições terão de desenvolver a autoestima na criança.

 

Os pais sempre desejam o melhor para os seus filhos. Fazem projetos e querem que seus filhos se sintam amados, sejam valorizados, conquistem seus objetivos e sejam bem sucedidos. Aqui compartilhamos algumas dicas que irão ajudar os pais e cuidadores nessa missão que é desenvolver a autoestima nos pequenos.

 

Sete maneiras de desenvolver a autoestima nas crianças.

  1. Ame a criança pelo que ela é e não pelo que ela faz. Esse amor precisa ser incondicional, ou seja, independente do comportamento da criança.

  2. Certifique-se de que a criança se sinta amada e valorizada. Uma boa maneira é ensina-la a falar de seus sentimentos.

  3. Respeite-a. Isso significa considerar os seus sentimentos. Quando a criança chorar evite dizer frases como: “engula esse choro menino”. Entenda o motivo que a criança está chorando e acolha-a nesse momento.

  4. Não faça comparações, pois, cada criança é única e tem seu próprio jeito de ser. Quando comparamos uma criança estamos “colaborando” para que a mesma desenvolva uma baixa autoestima.

  5. Não crie rótulos como: “preguiçoso”, “burro”, “desajeitado”, entre outros. Aquilo que acreditamos que uma criança é ela será. Portanto, cuidado com as palavras. Ao invés de dizer: Beto é um menino preguiçoso diga: hoje Beto está indisposto.

  6. Quando for fazer um elogio, tenha cuidado para elogiar o comportamento, não a criança. Ex: Você tirou nota boa em português porque prestou atenção nas aulas e estudou em casa, ao invés de você conseguiu um bom resultado porque é inteligente.  Nesse caso é sempre importante valorizar o esforço da criança para que ela entenda que é preciso se esforçar para conquistar o que desejamos.

  7. Estimule a independência da criança, permitindo que aos poucos a mesma vá assumindo tarefas que já tem condições de realizar.

Portanto, quando os pais se conscientizam da importância de estimular a autoestima na criança e procuram proporcionar um ambiente saudável para que esse sentimento seja desenvolvido, eles, (os pais) estão contribuindo de forma positiva para um bom desenvolvimento cognitivo, emocional e social dos seus filhos.

 

 

Referências bibliográficas:

 

https://amenteemaravilhosa.com.br/12-maneiras-incentivar-autoestima-infantil/

 

Weber, Lidia.(2012). Doze princípios para uma educação positiva. Weber, Lidia. Eduque com carinho. Curitiba,Juruá. Fortaleça a autoestima do seu filho, parte II, p.26-28

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2011 por Rede Psicoterapias. Todos os direitos reservados.